Aragoiânia: negociações avançam, mas servidores mantém indicativo de greve



Após assembleias e manifestação, os servidor@s da Secretaria Municipal de Saúde de Aragoiânia foram informados de que o adicional noturno será pago na folha desse mês. Essa era uma das reivindicações da categoria. No entanto, os trabalhador@s cobram avanços em outras pautas e durante assembleia geral também no dia (10), decidiram manter o indicativo de greve. Dois vereadores participaram do ato.

Ficou deliberado pela assembleia que, o pagamento do adicional de insalubridade e o incentivo adicional para os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e de Combate às Endemias (ACE) referente ao ano de 2017 deverá ser regularizado pela gestão até o dia 2 de maio, caso contrário, os servidor@s deflagrarão greve a partir desta data.

Em resposta ao Sindsaúde, o secretário de Administração, José Garcia afirmou que ainda aguarda o estudo do impacto financeiro sobre a aplicação do adicional de insalubridade. Já em relação à data-base, a informação é de que ela será aplicada com base no INPC neste mês de abril.

Quanto à verba do Incentivo Adicional destinada aos ACS e ACE, a gestão informou que há um estudo em andamento em que o valor remanescente da compra de equipamentos será distribuída – por meio de um projeto de lei, a esses servidor@s. No entanto, os agentes exigem o valor integral da verba uma vez que eles mesmo têm comprado o seu material de trabalho.

No município, o Sindsaúde também reivindica o cumprimento do Plano de Carreiras, Cargos e Salários (PCCS) e a implantação da Mesa Municipal de Negociação Permanente (MMNP). Apesar de o Sindsaúde já ter encaminhado ofício nomeado os representantes dos trabalhador@s para a criação Mesa.

Para o secretário de Formação Política e Sindical do Sindsaúde, Erivânio da Silva, que coordenou a assembleia no município, “a prefeitura precisa melhorar o diálogo com os trabalhador@s e demonstrar vontade política nas negociações”. Ainda segundo ele, “a gestão precisa entender que o servid@r é um parceiro da Administração e deve ser valorizado”. 

 

12/04/2018