Comissão Mista da Assembleia aprova auxílio-alimentação e projeto segue para plenário



O projeto de lei que concede o auxílio-alimentação no valor de R$ 500 para os servidor@s públicos estaduais, inclusive os da Saúde, foi aprovado pela Comissão Mista da Assembleia Legislativa na última quarta-feira (20). A Comissão adotou como parecer o voto do líder do Governo, o deputado Francisco de Oliveira, que é favorável à medida. Agora, o projeto segue para o plenário ainda nesta quinta-feira (21).  

O vice-presidente do Sindsaúde, Ricardo Manzi, explica que a mobilização de toda a direção do Sindicato tem dado resultados e a expectativa agora é que o projeto seja aprovado em plenário  ainda hoje. “A nossa expectativa é que a categoria possa colher os frutos de uma negociação que começou ainda no primeiro semestre de 2017. Esse auxílio, obviamente, está muito aquém daquilo que o servid@r da saúde merece, mas esperamos que possa amenizar a perdas da categoria”.

Teto de R$ 5.000

Ricardo Manzi explica que a direção do Sindsaúde tentou negociar a retirada do teto de R$ 5.000 e aumentar o valor do benefício - conforme negociado com a gestão - por meio de uma emenda, mas que, segundo o deputado Jean Carlo (relator do projeto), por se tratar de um projeto de lei que envolve valores não haveria tempo hábil para calcular o impacto financeiro e votar ainda este ano.

"Diante disso, o Sindsaúde e demais entidades sindicais decidiram que seria mais apropriado não interferir na tramitação da matéria. No entanto, o Sindicato já está negociando com líder do governo, dentre outras pautas de interesse dos servidor@s, a construção de um novo projeto de lei que possa estender este benefício a todos os trabalhadores e trabalhadoras da Saúde", frisou Ricardo.

21/12/2017