Em Goiânia, Sindsaúde participa de ato em defesa da aposentadoria



Diante da possibilidade de votação eminente da Reforma da Previdência no Congresso Nacional, os goianos voltaram a se manifestar nesta terça-feira (5). Contra as mudanças defendidas pelo presidente Michel Temer e convictos de que essa Reforma é um crime contra o direito à aposentadoria, a direção do Sindsaúde, ao lado de várias outras entidades sindicais, se mobilizou com faixas, cartazes e bandeiras na Praça do Bandeirante, no centro de Goiânia.

A concentração teve início por volta das 9 horas onde lideranças sindicais e parlamentares alertaram para o perigo de se aprovar medidas, como a da Reforma da Previdência. De lá, os manifestantes saíram em passeata pela Av. Anhanguera até o cruzamento da AV. Tocantins com a Av. Anhanguera.

Mudar as regras da Previdência sem o consentimento da maioria da população, sem ouvir os principais afetados por essas mudanças é no mínimo imoral. Mais uma vez, estamos nas ruas para aprofundar essa discussão e tentar garantir que o governo ouça a população”, justificou a presidenta do Sindsaúde, Flaviana Alves.  

Durante o trajeto, os rostos dos deputados federais goianos que vêm votando contra as pautas dos trabalhador@s estiveram estampados em cartazes em forma de protesto. Com o grito de “Forma Temer”, os manifestantes também pediram a renúncia do presidente.

Incidente

Ainda durante a manifestação, os trabalhador@s foram surpreendidos quando um motorista do Eixo Anhanguera avançou com o ônibus sobre os manifestantes. Apesar do susto, ninguém ficou ferido.

 

 

 

05/12/2017