Em Goiás, perdas salariais dos servidores da Saúde chegam a quase 50%



A pedido do Sindsaúde, o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) realizou estudo sobre as perdas salariais acumuladas dos servidor@s estaduais da Saúde em Goiás.  Os dados foram apresentados no último dia 13 durante audiência pública.

De acordo com o Dieese, a perda salarial acumulada já atingiu 47,68% ao considerar a porcentagem do INPC apurado nos anos (2007, 2008, 2009, 2010, maio/2015 a abril/2016), período em que o Estado não fez a reposição salarial.

O levantamento ainda revelou que o gasto com os trabalhador@s da Saúde corresponde a apenas 8% da despesa total com pessoal do Estado. O valor é inferior aos gastos com a Sefaz (10,7%), por exemplo, que tem menos servidor@s. A íntegra do estudo pode ser conferida no link abaixo.

Levantamento da progressão por tempo de serviço e das perdas salariais dos trabalhadores do SUS – Sistema Único de Saúde - do Estado de Goiás de 2007 a 2016

 

16/06/2016

Imagem: www.theregister.co.uk