Em Rio Verde, Sindsaúde cobra o cumprimento do plano de carreiras para os ACS e ACE



Com o lema “Só a luta garante nossos direitos”, dirigentes do Sindsaúde estiveram na última segunda-feira (03), na cidade de Rio Verde, para verificar o descumprimento do Plano de Carreiras, no que tange a carga horária dos Agentes Comunitários de Saúde e de Combate às Endemias (ACS e ACE). A reunião foi com o prefeito Paulo Faria do Vale, o secretário de Saúde, Eduardo Ribeiro e uma comissão de trabalhador@s.

A discussão central da reunião girou em torno da alteração da carga horária dos agentes que, como prevê a Lei Municipal do Plano de Carreiras – criada em 2012 – esses servidor@s teriam uma jornada de 30 horas semanais. Mas o novo prefeito determinou que os ACS e ACE deveriam cumprir 40 horas semanais.

O argumento do prefeito Paulo Faria do Vale é que para receber o benefício da Lei Federal 12.994/2014 - que estipulou o pagamento do Piso Nacional - os agentes deveriam cumprir uma jornada de trabalho de 40 horas semanais.

Neste sentindo, ficou definido que a prefeitura dará uma resposta oficial na próxima sexta-feira (07) para definir essa questão.

Com isso, uma nova assembleia geral dos trabalhador@s deve acontecer na segunda-feira, 10 de julho, que discutirá quais as ações de mobilização os servidor@s irão realizar para pressionar a prefeitura.

Participaram da reunião a presidenta do Sindsaúde, Flaviana Alves, e a diretora de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora, Maria de Fátima Veloso.

05/07/2017