Mobilização dos trabalhadores força reunião com prefeito de Senador Canedo



Há três anos lutando pela implantação do plano de carreiras, o Sindsaúde realizou – nesta quinta-feira (11) – a primeira assembleia geral dos trabalhador@s da Saúde de Senador Canedo em 2018. Durante o encontro, os servidor@s discutiram quais serão as mobilizações e as estratégias adotadas ao longo desse ano.

Após deliberarem uma agenda de luta, com execução a curto prazo, os trabalhador@s decidiram ocupar a recepção da prefeitura com o objetivo de pressioná-los a marcar uma reunião do sindicato com o prefeito, Divino Lemes, para discutir a implantação do plano de carreiras da Saúde.

A estratégia funcionou. Acuados, a secretária recebeu a autorização do prefeito para agendar uma reunião na próxima terça-feira (16), às 14 horas, em seu gabinete.

Segundo a presidenta do Sindsaúde, Flaviana Alves, todas as etapas de negociação para a implantação do plano de carreiras foram cumpridas pelo sindicato, inclusive, a apresentação do impacto financeiro junto com a tabela de progressão. “Não há mais o que discutir. Caso a prefeitura discorde do nosso plano, que apresente uma nova tabela de valores corrigindo as progressões dos servidor@s. Precisamos é avançar nas negociações e definir logo os valores e enviar esse projeto para os vereadores votarem”, frisou.

Já o diretor do Sindsaúde e presidente da CUT-GO, Mauro Rubem, espera que o prefeito, Divino Lemes, cumpra com o termo de compromisso – assinado ainda durante a sua campanha eleitoral – que previa a valorização dos servidor@s por meio do plano de carreiras. “Esperamos construir essa política de valorização dos trabalhador@s nesta nova gestão, por que os salários desses servidor@s estão obsoletos há anos”, afirmou.

Mesmo com a reunião do prefeito ficando acertada, os servidor@s decidiram se encontrar no dia 16, às 17 horas, para planejar as próximas mobilizações nas unidades de saúde. A primeira manifestação já ficou marcada para o dia 18 de janeiro, às 8 horas, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

11/01/2018