NOTA DE POSICIONAMENTO



O Sindicato dos Trabalhador@s do Sistema Único de Saúde no Estado de Goiás (Sindsaúde/GO) vem a público, por meio de sua diretoria, se manifestar contra o veto do prefeito de Goiânia, Íris Rezende, ao Projeto de Lei 020/2017 de autoria do vereador Vinicius Cirqueira (Pros).

Ao alterar a exigência da Lei nº 236 de dezembro de 2012 que obrigava o Agente Comunitário de Saúde a morar permanentemente no bairro de atuação, o PL – sem o veto - permitiria ao trabalhad@r, morar fora da área de abrangência após ter residido pelo menos três anos nesta área.

O Sindsaúde lamenta que o prefeito não tenha compreendido a importância dessa mudança. O Sindicato entende que o trabalhad@r não pode se tornar refém do local de trabalho tendo que escolher entre o emprego e sua área de residência. Além disso, é de bom senso que o trabalhad@r esteja amparado pela Legislação, caso precise migrar de um bairro para outro em razão do exercício de sua profissão.

Portanto, com base no compromisso com o bem estar dos Agentes Comunitários de Saúde e de Combate às Endemias de Goiânia e em solidariedade ao vereador Vinicius Cirqueira, o Sindsaúde reforça o seu apoio ao PL 020/2017 e convoca a categoria para se mobilizar pela derrubada do veto e pela garantia desse direito.

28/11/2017