Servidores de Aragoiânia realizam assembleia com indicativo de greve



Sem avanços com a gestão de Aragoiânia, os servidor@s da Secretaria Municipal de Saúde de Aragoiânia (SMS) paralisaram suas atividades na última sexta-feira (23). O objetivo foi chamar a atenção da comunidade e das autoridades para a necessidade de implementar o Plano de Careira da categoria e garantir a pagamento da gratificação de insalubridade para os profissionais que atuam em local insalubre. A passeata teve início no prédio do Programa de Saúde da Família I (PSF), por volta das 8 horas e seguiu até a prefeitura.

Apesar da mobilização, o prefeito, Nauginel Prado, mais uma se recusou a atender o pedido de reunião. Sem conseguir dialogar com a gestão, os servidor@s definiram que se até o dia 3 de abril as negociações não avançarem, no dia 4 será realizada uma Assembleia Geral com indicativo de greve, na Câmara Municipal, às 17 horas.

Além da implementação do Plano de Carreira e do pagamento da gratificação de insalubridade, o Sindsaúde cobra melhores condições de trabalho, pagamento do adicional noturno, da data-base e a convocação de concursados.

Apesar da recusa do prefeito em dialogar com os trabalhador@s, pelo menos dois vereadores se manifestarem em favor das reivindicações da categoria. Eles se comprometeram em intermediar uma reunião com a Administração o mais breve possível. 

 

 

 

26/03/2018