Sindsaúde cobra pagamento de horas extras para ACS e ACE em Rio Verde



O Sindsaúde voltou a se reunir com a gestão de Rio Verde na última terça-feira (22) para cobrar o pagamento de horas extras para agentes comunitários de saúde (ACS) e de combate às endemias (ACE). Durante reunião com o secretário municipal de Saúde, Eduardo Ribeiro, que só foi possível após uma mobilização dos trabalhador@s em frente à prefeitura, o mesmo se comprometeu a elaborar o impacto financeiro para providenciar o pagamento.  

Como prevê a Lei Municipal do Plano de Carreiras – criada em 2012 – os agentes deveriam ter uma jornada de 30 horas semanais, mas a Prefeitura argumenta que para receber o benefício da Lei Federal 12.994/2014 - que estipulou o pagamento do Piso Nacional - os agentes deveriam cumprir uma jornada de trabalho de 40 horas semanais.

Diante do impasse de redução na carga horária, os trabalhadores aceitaram cumprir as 40 horas, desde que recebam pelas horas trabalhadas a mais. “Depois que nos mobilizamos, o secretário acabou nos recebendo e pediu que aguardássemos até o dia 5 de setembro para nos apresentar o impacto”, afirmou a secretária de Saúde do Trabalhador do Sindsaúde, Maria de Fátima Veloso.

Quirinópolis

Ainda na terça-feira, diretores do Sindsaúde estiveram no município de Quirinópolis. Enquanto, os diretores visitaram as unidades de saúde ouvindo e esclarecendo dúvidas dos trabalhador@s, a assessoria jurídica do Sindicato levou atendimento jurídico para os servidor@s interessados.  

23/08/2017