Sindsaúde participa de ato em defesa da UPA Noroeste



Preocupado com a grave crise que foi instalada nas unidades de Saúde de Goiânia, o Sindsaúde participou – no dia 18 de novembro – do 1º Encontro “A saúde é sua! A UPA Noroeste é nossa! A Luta é de todos!”. Diversos profissionais da área, sindicatos, organizações e o Conselho Municipal de Saúde discutiram a triste realidade da saúde pública junto com a população - que é a principal vítima desse caos.

Durante o encontro, os usuários conheceram as instalações e os procedimentos que são realizados na unidade. Além disso, os profissionais de saúde tiveram a oportunidade de conversar com a população e mostrar as dificuldades em exercer suas funções como, por exemplo, a constante falta de medicamentos e a escassez de profissionais para atender a população.

Para a presidenta do Sindsaúde, Flaviana Alves, o fechamento da UPA Noroeste provocará um grande colapso no atendimento, além de prejudicar milhares de pessoas que dependem da unidade. “A prefeitura não pode fechar, de forma abrupta e arbitrária, essa importante unidade de saúde. Para onde esses pacientes irão?”, indagou.

Já o presidente da Central Única dos Trabalhadores em Goiás, Mauro Rubem, vai além e denuncia a política de desmonte das unidades de saúde em Goiânia. “Não é de hoje que estamos enfrentando essa realidade nos Cais de Goiânia. Há cinco anos estamos denunciando e pedindo para o poder público arcar com as suas responsabilidades e investir efetivamente na rede pública de saúde. E até agora nada foi feito efetivamente”, ressaltou.

Após cumprir todo o cronograma do encontro, os idealizadores pretendem intensificar as ações de conscientização e de mobilização em defesa da UPA Noroeste. Neste sentindo, será realizado no dia 16 de dezembro o 2º Encontro “A UPA Noroeste é nossa! A Luta é de todos!”.

27/11/2017