Sindsaúde pede apoio dos vereadores para que os ACS possam residir fora da área de abrangência



Ao lado dos Agentes Comunitários de Saúde, o Sindsaúde foi à luta e partiu – na última quinta-feira (07) - para o corpo a corpo pedindo o apoio dos vereadores de Goiânia, para derrubar o veto do prefeito Íris Rezende ao Projeto de Lei 020/2017.

De gabinete em gabinete, o Sindsaúde – junto com uma comissão de trabalhador@s – entregaram um ofício contendo todo o embasamento jurídico que sustenta o pedido para a derrubada do veto.

Durante a visita, vários vereadores estranharam o posicionamento do sindicato específico da categoria que é contrário ao projeto e apoia, integralmente, o veto do prefeito. Espantando, o vereador Lucas Kitão chegou a indagar os trabalhador@s perguntando “por que o sindicato da categoria estava contra a própria categoria?”.

Apesar desse fato, o Sindsaúde foi muito bem recepcionado pelos vereadores e maioria deles já adiantaram o voto favorável aos trabalhador@s. “Vamos derrubar o veto do prefeito e garantir esse direito aos Agentes Comunitários”, disse o autor do projeto, vereador Vinicius Cirqueira.

Projeto
O projeto de lei retira a obrigação do Agente Comunitário de morar permanentemente no bairro de atuação. Caso seja derrubado o veto do prefeito, o agente poderá morar fora da área de abrangência após ter residido pelo menos três anos na mesma região.

08/12/2017