Sindsaúde promete uma nova greve caso a prefeitura de Aparecida não cumpra acordo



O Sindsaúde informa que tem buscado manter o diálogo permanente com os secretários de Saúde e de Finanças da prefeitura de Aparecida de Goiânia, desde o fim da greve, que foi encerrada no dia 15 de maio.

De lá para cá, o Sindicato tem pressionado constantemente os secretários para enviarem o projeto de lei para a Câmara de Vereadores, regulamentando o pagamento das gratificações do Plano de Carreiras e da produtividade dos Agentes Comunitários de Saúde.

Os secretários alegam que o conteúdo do projeto já está fechado e que aguarda o retorno das atividades no legislativo municipal para enviar o projeto para apreciação e votação dos vereadores.

Por entender que os trabalhador@s não podem mais continuar esperando por tanto tempo o cumprimento desses direitos, o Sindsaúde estipulou até o dia 9 de agosto para que esse projeto seja enviado para a Câmara Municipal.

Nesse mesmo dia será realizado uma grande assembleia geral com os servidor@s da Saúde. E, caso a prefeitura continue prolongando o cumprimento desse acordo, os trabalhador@s estão dispostos a retomar as paralisações dos atendimentos nas unidades de saúde.

27/07/2017