Sindsaúde se reúne com trabalhador@s do HMI



Diretoras do Sindsaúde  se reuniram nesta terça-feira, dia 20, com os trabalhador@s do Hospital Materno Infantil (HMI), unidade administrada pelo Instituto de Gestão e Humanização. Na ocasião, a presidenta do Sindsaúde, Flaviana Alves, e a secretária de Assuntos Jurídicos, Eliane Cândido, discutiram as más condições de trabalho e esclareceram dúvidas dos profissionais. Via ofício, o Sindicato vai relatar a situação do HMI ao secretário estadual de Saúde, Leonardo Vilela, e reivindicar a correção dos problemas enfrentados.

Entre as reivindicações está a queda na produtividade e a má qualidade da alimentação servida. O Sindsaúde também irá solicitar da gestão a relação detalhada do faturamento da unidade a fim de esclarecer as irregularidades que vêm ocorrendo no Adicional de Produtividade.

Os trabalhador@s também questionam a carga horária excessiva. O déficit de profissionais na unidade tem aumentado a demanda para os efetivos, o que acaba prejudicando a qualidade do atendimento.

Os servidores ainda relataram problemas no enquadramento do Plano de Cargos e Remuneração (PCR) e na solicitação das titulações de nível médio. Algumas não estão sendo consideradas pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). Os trabalhador@s foram orientados a procurar o Recursos Humanos da SES. O Sindsaúde esclareceu que o PCR já é lei e um direito do trabalhad@r.

21/01/2015