Sindsaúde volta a cobrar avanços na implantação do Plano de Carreiras em Senador Canedo



Há três anos aguardando pela implantação do Plano de Carreiras dos servidor@s de Senador Canedo, o Sindsaúde realizou uma assembleia geral – na última terça-feira (14) – para discutir as diretrizes das próximas mobilizações, já que a prefeitura continua desmarcando as reuniões de negociações.

Desde a última reunião da Mesa de Negociação Permanente – realizada há mais de um mês – o secretário de Saúde, Júlio Pina Neto, tem desmarcado sistematicamente as reuniões.

No último encontro, o Sindsaúde apresentou o impacto financeiro da aplicação do Plano na folha de pagamento, que seria em torno de R$ 1,3 milhão. Depois disso, as negociações se estagnaram e não houve nenhum avanço, segundo a presidenta do Sindsaúde, Flaviana Alves.

Segundo sua assessoria, o secretário aguarda uma auditoria na folha de pagamento dos servidor@s para verificar possíveis distorções e constatar o valor real que é aplicado na folha.

Pressão
Depois de muita pressão dos trabalhador@s que estavam em assembleia, a assessoria do secretário decidiu pré-agendar uma reunião da Mesa para o dia 22 de novembro.

A presidenta do Sindsaúde espera que nesse dia seja apresentada alguma contraproposta ou as diretrizes de como será encaminhado o projeto da implantação do Plano de Carreiras para apreciação na Câmara de Vereadores. “Não há mais o que discutir. Caso a prefeitura discorde do nosso plano, que apresente uma nova tabela de valores corrigindo as progressões dos servidor@s. Precisamos é avançar nas negociações e definir logo os valores e enviar esse projeto para os vereadores”, finalizou.

14/11/2017