Greve Geral: Sindsaúde participa da mobilização nacional em defesa da aposentadoria

Greve Geral: Sindsaúde participa da mobilização nacional em defesa da aposentadoria

*Publicada dia 14.06.2019 às 16h50

Milhões de trabalhadores e trabalhadoras foram para as ruas em todo o país nesta sexta-feira (14) em apoio à Greve Geral contra o desmonte da Previdência pública e os cortes na Educação.  Em Goiás, o Sindsaúde esteve presente nas mobilizações que ocorreram em Goiânia e Anápolis.

“Hoje foi mais um dia de luta com a participação dos trabalhadores e trabalhadores da Saúde. O Sindsaúde se reafirma na luta contra toda retirada de direito, contra Reforma da Previdência, contra os cortes da Educação porque interfere no Sistema Único de Saúde e contra a Emenda Constitucional 95”, ressaltou a presidenta do Sindsaúde, Flaviana Alves.

Em Goiânia, o ato começou na Praça Cívica, no Setor Central, e seguiu em caminhada até a Praça do Trabalhador. Os manifestantes carregavam faixas, cartazes e placas com críticas à Reforma da Previdência. Em Anápolis, a mobilização começou na Praça do Ancião, que fica no centro da cidade. De lá, os manifestantes caminharam pelas ruas da cidade.

“O Sindsaúde esteve presente na luta aqui em Goiânia e também na cidade de Anápolis. Fizemos nossa caminhada e gritamos em uma voz única à importância de todos nós mantermos firmes por nenhum direito a menos”, enfatizou Flaviana Alves. 

Já a secretária de Saúde do Trabalhador do Sindsaúde e secretária de Mulheres da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Seguridade Social (CNTSS), Maria de Fátima Veloso Cunha, chamou a atenção para a penalização dos “unicamente” do trabalhad@r e consequentemente, a economia. “O atual modelo de previdência que temos hoje no Brasil é tripartite (trabalhador, governo e patrão), mas com a reforma, o trabalhador terá que arcar com essa contribuição. Além disso, o direito à Assistência Social e à Saúde também corre risco”, alertou. 

Segundo boletim parcial das centrais sindicais e de movimentos popular, em todas as capitais, no Distrito Federal e em mais de 300 cidades brasileiras, trabalhadores e trabalhador protestam contra a reforma da Previdência.

 

Veja outras fotos:

                

X
%d blogueiros gostam disto: