Os impactos da reforma trabalhista na vida do trabalhador

Os impactos da reforma trabalhista na vida do trabalhador

O ano de 2017 também foi marcado pela aprovação no Congresso Nacional do projeto PLC 38/2017 de autoria do presidente Michel Temer que deu origem à Lei 13.467/17. A reforma trabalhista alterou a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) gerando impacto direto na vida do trabalhador.

O apoio da maioria dos deputados federais e senadores – mais uma vez –  foi fundamental e permitiu que o governo implementasse uma nova lógica de relação trabalhista no Brasil. Para as entidades sindicais, a reforma trouxe prejuízos para o trabalhador e favorecimento para os empresários.

Veja as principais consequências da reforma trabalhista:

  • Trabalho intermitente, também conhecido como “bico”;
  • Restrição da igualdade de direitos;
  • Fim da responsabilidade solidária ou subsidiária de débitos e multas trabalhistas entre empregadores;
  • Redução do valor das multas a serem aplicadas ao empregador que mantiver trabalhadores sem contrato formal de trabalho;
  • Facilitação da demissão de trabalhadores;
  • Aumento da rotatividade de trabalhadores;
  • Encarecimento do processo trabalhista, onera e pune o trabalhador que procurar a Justiça;
  • Incentiva calote e dificulta a atuação da Justiça;
  • Afastamento dos sindicatos de suas bases gerando ainda maior desproteção ao trabalhador.

 

Abaixo, veja a relação dos senadores e deputados federais goianos que votaram contra e a favor da reforma trabalhista:

Senadores que votaram a favor:

Ronaldo Caiado – DEM

Wilder Morais – PP

Senadores que votaram contra:

Nenhum

Senadores que se abstiveram:

Lúcia Vânia (PSB)

Deputados federais que votaram a favor:

Alexandre Baldy – PTN

Célio Silveira – PSDB

Daniel Vilela – PMDB

Fábio Sousa – PSDB

Giuseppe Vecci – PSDB

Heuler Cruvinel  – PSD

Jovair Arantes – PTB

Lucas Vergílio – SD

Magda Mofatto – PR

Marcos Abrão – PPS

Pedro Chaves  – PMDB

Roberto Balestra – PP

Thiago Peixoto – PSD

Deputados federais que votaram contra:

Delegado Waldir  – PR

Flavia Morais – PDT

Rubens Otoni – PT

Deputados federais que se abstiveram:

João Campos (PRB)

 

 

 

X
%d blogueiros gostam disto: