Durante sessão na Câmara, Sindsaúde cobra o pagamento da data-base dos servidores de Goiânia

 Durante sessão na Câmara, Sindsaúde cobra o pagamento da data-base dos servidores de Goiânia

Nesta quinta-feira (07), o Sindsaúde foi convidado pelo gabinete do vereador Mauro Ruben (PT) a participar da sessão da Câmara Municipal de Goiânia. Na ocasião, o presidente do Sindicato, Ricardo Manzi reafirmou a importância do pagamento da data-base dos servidores municipais.

De acordo com Manzi, é nítido a falta de compromisso da atual gestão com os trabalhadores do Município. “Já estamos em 2021 e nem a data de 2020 foi assegurada aos servidores. Não é só um descumprimento do compromisso do prefeito com os trabalhadores, significa a exploração da força de trabalho.”

Já sabendo dos pretextos utilizados pela prefeitura, Manzi se adiantou e ressaltou que a Lei Complementar 173 não impede o pagamento da reposição salarial, e que a capital pode sim ceder a data-base sem ferir o Lei de Responsabilidade Fiscal (101/20).

Afirmou ainda que “o próprio Tribunal de Contas do Estado já se manifestou por duas vezes a favor da legalidade do pagamento da data-base, e que o mesmo não é um aumento salarial, e sim a reposição das perdas inflacionárias.”

 Confira o vídeo

Outras Notícias

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leitor de Página Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud