LIMINAR: Justiça determina que servidores da saúde que fazem parte do grupo de risco continuem afastados

 LIMINAR: Justiça determina que servidores da saúde que fazem parte do grupo de risco continuem afastados

O Sindsaúde conseguiu neste fim de semana, liminar que garante o afastamento dos servidores da saúde que fazem parte do grupo de risco. O Sindicato protocolou Mandado de Segurança Coletivo contra o Decreto Estadual Nº 9.751/20 que obrigava profissionais da Secretaria de Estado da Saúde (SES) retornarem ao trabalho sem exceções.

A decisão (5630698-28.2020.8.09.0000) é do desembargador do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás, Itaney Campos. O magistrado acatou o pedido do Sindsaúde-GO e determinou em caráter liminar que servidores da saúde que atuam em unidades vinculados ao SUS e que se enquadram no grupo de risco devem continuar afastados.

A ordem judicial estabelece que os servidores permaneçam no regime de teletrabalho ou no de Desocupação Funcional Por Calamidade Pública – DFCP e vale inclusive, para aqueles que convivem e/ou são responsáveis por pessoas do grupo de risco.   

Não podemos permitir que a SES coloque em risco a vida dessas pessoas. Nesse sentido, o Sindsaúde tem buscado todos os meios para garantir a segurança desses profissionais”, ressalta o presidente, Ricardo Manzi.

Outras Notícias

1 Comment

  • Parabéns sindicato que sempre lutou é continua lutando Deus vocês. Que tenham muita força.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leitor de Página Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud