Sindsaúde na UPA Sul em Anápolis na luta por nenhum direito a menos

 Sindsaúde na UPA Sul em Anápolis na luta por nenhum direito a menos

Publicado em 16 de setembro de 2020, às 17h48

O Sindsaúde esteve com os servidor@s públicos, na manhã de hoje (16), na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Alair Mafra, na Vila Esperança em Anápolis- GO.

“Estamos aqui mais uma vez para pedir o apoio da população e a atenção da Gestão para que possamos ter segurança na realização do nosso trabalho, precisamos sim lutar contra o coronavírus, mas sem contaminar a população. Estamos aqui para lutar pelos nossos direitos, precisamos de equipamentos de proteção individual e coletivo (EPI e EPC) e de condições adequadas de trabalho e respeitados os nossos horários de plantão,” afirma, Sílvia Regina Nascimento, Diretora do Sindsaúde-GO.

Com principal objetivo de reivindicar que seja cumprida a carga horária estabelecida por Lei (LC 213/09) de 20 horas semanais, a manifestação aconteceu em meio ao cerceamento dos (as) trabalhador@s da unidade de participarem do ato, por parte da proibição da Gestão da UPA-Sul.   

Além da preocupação com a saúde mental e física dos servidor@s da saúde na UPA-Sul, que estão sendo obrigados a trabalhar um plantão a mais, sem devida remuneração extra, nem mesmo tendo estas horas trabalhadas a mais compensadas em folgas, vem sofrendo uma série ataques e perseguições.

“A UPA-SUL é uma unidade referência no município de Anápolis, esse desrespeito aos trabalhador@s da saúde, aumentando a jornada de trabalho sem a devida remuneração, adoece os trabalhador@s e tem reflexo na sociedade. O cerceamento destes trabalhador@s à manifestação é absursdo. Esperamos que a gestão reveja esse posicionamento. O ataque ao Sistema Único de Saúde que perdeu mais de 22 milhões (EC 95) de investimento na saúde no Brasil, tem em Goiás os reflexos. O Sindsaúde não vai se calar”, defende Ricardo Manzi, Presidente do Sindsaúde-GO   

No momento foi lida a Carta Aberta dos servidor@s da UPA-Sul e foram lembrados a ausência de solução de lutas antigas, que foram promessas na eleição passada para Prefeito e que nunca foram cumpridas para estes trabalhador@s da saúde, sendo o reajuste salarial pela data base, a progressão por tempo de serviço, a testagem dos servidor@s da saúde conforme o protocolo do Ministério da Saúde e os 40% de insalubridade para os servidor@s que trabalham diretamente em contato com a Covid-19.

Na tentativa quase que frustrada de conversar com a gestão da UPA-Sul em Anápolis, ficou agendado para a próxima terça-feira (22), uma nova visita ao município anapolino, desta vez na Secretaria de Saúde em Anápolis.

 

Outras Notícias

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leitor de Página Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud