NOTA DE POSICIONAMENTO! COVID-19 vitima servidora da saúde

NOTA DE POSICIONAMENTO! COVID-19 vitima servidora da saúde

*Publicada em 04.04.2020 às 17h02

QUEM CUIDA TAMBÉM PRECISA SER CUIDADO! É com muito pesar que o Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Único de Saúde no Estado de Goiás (Sindsaúde-GO)  comunica a primeira morte de uma trabalhadora da saúde, vítima da COVID 19 (Novo Coronavírus) no município de Goiânia-GO.  A servidora A.R.S.,38 anos, que exercia o cargo de técnico de laboratório em uma unidade de saúde pública da Capital e na rede privada, veio a óbito nesta manhã de sábado (04) após 5 dias internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital particular.  

Diante do caso, o Sindsaúde reitera de forma contumaz a necessidade de a Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia, bem como a rede privada da saúde, cumprir imediatamente os protocolos necessários ao enfrentamento ao COVID 19 e assegurar os equipamentos de proteção coletiva – EPC´s e os equipamentos de proteção individual – EPI´s adequados às atividades laborais a todos os trabalhadores da saúde, inclusive para os administrativos, serviços de higienização e motoristas.   

É imprescindível adotar rapidamente as seguintes medidas: investigar a transmissão, proceder o isolamento ou quarentena dos profissionais e realizar os testes de diagnósticos laboratoriais no LACEN – GO para verificar se os mesmos estão infectados pelo COVID-19. Infelizmente tais medidas têm sido negligenciadas pela Secretaria de Saúde. 

Imperativo ressaltar ainda  que as medidas devem ser aplicadas aos familiares e as pessoas que tiveram contatos com a trabalhadora, especialmente o isolamento domiciliar acompanhado pela Secretaria de Saúde. 

Sabe-se que, na linha de frente do combate à doença, estão milhares de trabalhadores goianos atuando em postos de saúde e hospitais focados em salvar o maior número de vidas possíveis. 

Portanto, conforme alertas já encaminhado à Secretaria Estadual e Municipais de Saúde, o Sindsaúde volta a reforçar seu apelo às autoridades de saúde para que seja intensificada a fiscalização nos postos de trabalho e garantida a todos os profissionais de saúde a devida segurança, isto é, com a paramentação  e ambientação e ambiente adequados. Uma das consequências, caso a situação seja negligenciada, será o adoecimento em massa, inclusive com mortes e a possibilidade de aumento das transmissões já que são pais e mães de famílias e mantém laços sociais fora do posto de trabalho.

O sucesso das ações contra a proliferação da Covid-19 e o êxito do tratamento estão intimamente ligados à disponibilidade de, leitos, insumos como máscaras, luvas, medicamentos e ao número de profissionais necessários para atender a súbita demanda. 

Portanto, também é salutar fortalecer e integrar as Comissões de Controle de Infecção Relacionada à Assistência à Saúde (CCIRAS), que são responsáveis pelo Plano de Contingenciamento frente à pandemia de COVID – 19 em todas as unidade de saúde, públicas, privadas ou filantrópicas. Quem cuida também precisa ser cuidado!

O enfrentamento ao COVID-19 exige responsabilidade, união e concentração de esforços. Para tanto, o Sindsaúde-GO está à disposição das Secretarias de Saúde e demais órgãos para o combate desta pandemia. 

Por fim, o Sindsaúde-GO enfatiza a necessidade do isolamento social como a principal forma de combate à proliferação do vírus, e entende que enfrentar esta pandemia é a principal tarefa de toda a sociedade brasileira e de todas as instituições comprometidas com o país, devendo os governos adotar medidas efetivas de proteção à vida, ao emprego e à renda dos trabalhadores e trabalhadoras.

Flaviana Alves
Presidenta do Sindsaúde-GO

X
%d blogueiros gostam disto: