fbpx

Sindsaúde participa de carreata em defesa do serviço público

Sindsaúde participa de carreata em defesa do serviço público

*Publicada em 30.09.2020 às 16h10

Nesta quarta-feira (30), o Sindsaúde-GO ao lado de diversas entidades sindicais promoveram uma carreata pelas ruas de Goiânia para ressaltar a importância do serviço público para a população. A atividade foi organizada pelo Fórum Goiano em Defesa dos Direitos, da Democracia e Soberania e marcou o Dia Nacional de Luta do Serviço Público na capital.

A Reforma Administrativa é um retrocesso para a população que depende do serviço público. Ela limita ainda mais o Estado comprometendo a oferta de Saúde, Educação, Segurança e Assistência Social para a população”, advertiu o presidente do Sindsaúde-GO, Ricardo Manzi.

A concentração ocorreu no Paço Municipal, de onde os servidores saíram em carreata. Além de faixas, bandeiras e muito buzinaço, dois trios elétricos foram usados para dialogar com a população sobre os prejuízos da reforma para o setor público. A ato terminou na Praça Cívica. A atividade também ocorreu em outros estados brasileiros.

Fim da autonomia
Ricardo Manzi alertou que o serviço público corre risco de virar “cabide de emprego” já que a reforma libera a contratação temporária enterrando de vez os concursos públicos. Outra preocupação do presidente é com a possibilidade de facilitar a perseguição ao funcionalismo. “A estabilidade é o fator que dá autonomia ao servidor para denunciar irregularidade. Tirá-la significa dar carta branca para o gestor fazer o que quiser, inclusive cometer crimes”.

É consenso entre as entidades que a reforma em questão acaba com os planos de carreira e congela salários. Além disso, ela blinda a elite do funcionalismo público composto por uma pequena parcela de servidores já que mais de 80% do funcionalismo é constituído por profissionais da Saúde, Educação, Segurança, entre outros.

Confira os principais registros do dia:

              

X
%d blogueiros gostam disto: